((( TODAS AS PUBLICAÇÕES ANTERIORES A ESTAS E ATUALIZAÇÕES ESTÃO NO BLOG A CASA REAL DE AVYON NA SEÇÃO ))): "ESSENCIAIS" "COLETÃNEAS" "HIERARQUIA" "PROTOCÓLOS" "VÍDEOS" "SUPER UNIVERSOS" "A ORIGEM" .

sábado, 5 de janeiro de 2013

NÃO DAR SEU PODER A NINGUÉM NESSE MUNDO É UMA ETAPA IMPORTANTE NA LIBERAÇÃO - ANAEL (12-12-2009)

***

***
Questão: o que você chama «alinhamento»?
O alinhamento que vem ao espírito do ser humano, nesta dimensão, é o alinhamento, já, em si, independentemente de toda dimensão exterior, tal como vocês chamam este alinhamento corpo/alma/espírito mas, hoje, os alinhamentos que lhes são propostos e que vivem, vão bem além desta dimensão Triunitária, eis que vocês têm um primeiro alinhamento que se faz ao que chamaria sua Fonte intraterrestre e um segundo alinhamento que é seu alinhamento à sua Fonte extraterrestre, à sua dimensão Estelar.

Este alinhamento foi-lhes revelado e revela-se a vocês, desde o início deste ano, por intermédio do Conclave Arcangélico e por intermédio dos Casamentos Celestiais.

Existem também alinhamentos com relação ao que é chamado suas Linhagens Espirituais. Com efeito, cada Semente Estelar tem quatro linhagens espirituais que são seus quatro pilares de origem: isto também é um alinhamento e um centramento. Existem, assim, múltiplos alinhamentos.

Assim, como lhes foi pedido, durante os Casamentos Celestiais, de alinharem-se com a energia do Ultravioleta. Assim, foi-lhes solicitado alinharem-se com a Fonte. Assim, foi-lhes solicitado alinharem-se com o Espírito Santo.

Esta noção de alinhamento os remete ao caminho certo que é o caminho da Unidade. Estar alinhado é estar unificado. Estar alinhado é estar em Unidade e em Verdade. Estar alinhado permite, enfim, ressoar na Vibração a mais certa que é aquela de sua totalidade, de seu Estado de Ser.

Estar alinhado significa também viver no Estado de Ser e não mais sob a influência da personalidade. Então, como fazer? Existem numerosas técnicas e meios de ali chegar mas, hoje, vocês redescobrem toda a potência de seu pensamento e de seu Espírito. Assim, basta-lhes solicitar o alinhamento.

Do mesmo modo, e até o presente (assim como acaba de dizer-lhes o Arcanjo Miguel), era-lhes necessário pronunciar em alta e distinta voz as Chaves Metatrônicas. Hoje, basta nelas pensar interiormente para que revelem-se, em vocês, na cabeça e isso tornar-se-á cada vez mais fácil.

Progressivamente e à medida em que o tempo passe nesta Dimensão, vocês alinhar-se-ão, de maneira espontânea, sem o querer, entrando em ressonância, em qualquer lugar, com o que vocês são.

O alinhamento é portanto ressonância, ressonância com vocês mesmos, ressonância com a Unidade. Obviamente, poderão ser alinhados graças aos vegetais, graças às árvores, graças aos cristais e também de outros modos, mas o melhor alinhamento é aquele que lhes é buscado por sua própria Consciência, diretamente, e pela Inteligência da Luz, isso realiza-se instantaneamente.

Nos alinhamentos, não pode existir sofrimento. Nos alinhamentos, não pode existir alteração. Nos alinhamentos encontra-se, obviamente, a Alegria, a Verdade e a fluidez.

Questão: que significa o fato de ser atraída, em estado de Consciência modificado, por um buraco negro?
Bem amada, a experiência da consciência modificada pode-se viver de múltiplas maneiras. A experiência que lhes é solicitada hoje é de juntarem-se ao seu Estado de Ser e à sua Unidade.

Entretanto, aí também, existem diferentes caminhos para chegar. Algumas experiências são vividas, hoje, por múltiplos Seres Humanos e lhes é preciso aceitar e compreender que a passagem de seu estado dissociado para seu estado Unificado se faz por um ponto nodal que é um ponto de reversão. Esse ponto de reversão pode, efetivamente, ser assimilado, em sua linguagem, a um buraco negro.

Não é, propriamente falando, um buraco negro, mas um tecido nodal de reversão e um feixe nodal de reversão. O que acontece no momento dessa reversão é, aliás, o mesmo que ocorre durante a passagem de vida a morte, ou ainda quando da passagem do ventre materno ao ar da encarnação. Nesses momentos, existe um fenômeno de reversão.

Esse fenômeno de reversão pode ser vivido como um instante angustiante porque os marcadores habituais cessam, porque todas as manifestações habituais cessam.

Esse fenômeno de reversão deve entretanto ser vivido, porque é além da reversão que se encontra o Estado de Ser e a Luz. É necessário deixar morrer a personalidade, o que não quer dizer lutar contra, o que quer dizer, simplesmente, aceitar que esta se apague a fim de que nasça uma outra experiência e um outro estado de Ser muito mais Unitário.

Há necessariamente um ponto de passagem que pode se acompanhar, de maneira extremamente fugaz, e por vezes de maneira extremamente violenta, para alguns seres, por um sentimento de soltura ou de buraco negro.

Questão: como dominar esse processo?
Bem amada, não é questão de dominar o que quer que seja, é questão de ali abandonar-se. A Consciência Unitária está aí, entre vocês, desde o início dos Casamentos Celestiais.

Alguns seres estão adiantados e vivem já as manifestações do Estado de Ser, outros não as vivem ainda. As estruturas, também, não estão todas prontas nos mesmos momentos, nos mesmos instantes, ou nas mesmas funções.

Entretanto, convém compreender que a maneira de ali chegar não é um exercício nem uma técnica mas, bem mais, um ato de fé e de abandono total à Inteligência da Luz: é renunciar a si para encontrar a Eternidade.

Esse é um mecanismo da Consciência extremamente preciso, não necessita de focalização ou de atenção, não necessita de exercício específico mas, bem mais, um deixar fazer.

Eu ilustraria isso pelo Cristo na cruz. Esse momento preciso do Ser Humano é a ressurreição, mas a ressurreição não pode ocorrer senão depois da crucificação e a crucificação é um buraco negro, é o momento do último abandono, é o momento em que aceitamos (sem no entanto ver, ou integrar, ou compreender) que há outra coisa.

Mas esta outra coisa situa-se de maneira importante, unicamente quando aceitarmos ir atrás do espelho e não na frente, e isso não pode se controlar, isso não pode se dominar, isso apenas se pode aceitar e consentir. A fim de vivê-lo, é preciso abandonar-se.

Questão: como se reconectar a sua missão de nascimento?
Bem amada, hoje, o mais importante não é resolver tal ou tal problema, haverá sempre problemas a resolver, quaisquer que sejam.

No elemento de minha resposta à questão anterior, o mais importante é, realmente, este abandono: abandonar-se ao maior de si a fim de encontrar o Si, em sua grandeza, é um ato indispensável. Isso necessita voltar o olhar para o que é chamado sua soberania integral.

Voltar a ser soberano de Si mesmo necessita, paradoxalmente, abandonar-se totalmente e portanto, abandonar a soberania da personalidade.

Isso necessita um soltar importante mas, bem mais que um soltar, aceitar que, para ser bem mais do que vocês acreditam ser, é preciso já deixar morrer o que acreditam ser. E isso não é sempre fácil porque existem sistemas de crenças e sistemas de identificação que os mantêm nesta ilusão nas crenças.

Vou tomar um exemplo muito simples: vocês se acreditam limitados, quando são ilimitados. Vocês acreditam ter medo do vazio porque isso pode vir de um conflito que denominaram transgeracional ou então de um carma mas, fundamentalmente e em definitivo, o carma e o transgeracional não existem senão porque vocês acreditam neles.

Enquanto vocês tiverem a menor crença, não poderão ir além desta crença, mesmo se têm a impressão, nesta Dimensão, que conhecer uma crença lhes permite superá-la. Bem, isso é falso: vocês não podem superar uma crença, ela apenas pode se apagar por si pela Inteligência da Luz.

Assim, enquanto vocês aderirem, nesta Ilusão, à menor das crenças, estarão sob o corte regulado desta crença, qualquer que ela seja.

Do mesmo modo, eu poderia lhes dizer que a morte é uma crença, e ela o é, realmente. Descobrir o ilimitado é também aceitar o ilimitado, mesmo sem conhecê-lo e mesmo sem vivê-lo. A aceitação do ilimitado, sem conhecê-lo e vivê-lo passa obrigatoriamente pela noção de abandono.

Assim, como diz o Arcanjo Miguel, vocês não podem resistir. A resistência gera atrito e oposição. Os domínios do Estado de Ser são Unitários, onde não existe nem atrito, nem oposição, mas acessá-lo necessita passar para além do conjunto de crenças. E quando digo passar para além, isso não quer dizer lutar contra mas, bem mais, aquiescer ao que está além que, no entanto, vocês ainda não conhecem.

Entretanto, os Casamentos Celestiais, e o que vivem, todos, uns e outros, em seu grau, participa desta revelação.

Questão: o que é dos Mestres Ascencionados, de seu ponto de vista?
Bem amado, hoje, eu responderia a isso de dois modos.
O primeiro, é que, quaisquer que sejam as hierarquias, quaisquer que sejam os mundos dimensionais existentes, pelo instante, acima de vocês, reencontrar sua soberania é reencontrar sua Unidade.

Isso associa a noção de abandono à Luz.
Nenhum ser, mesmo a própria Fonte, não pode obrigá-los ou acompanhá-los, se vocês mesmos não tiverem feito o caminho de se abandonarem.

Entretanto, vocês devem, nesta Dimensão, reencontrar sua soberania. Isso quer dizer, assim como dizia Buda, que «se você encontra Buda no canto da rua, é precido matá-lo». Isso quer dizer que você não pode se identificar a qualquer Ser porque isso é uma crença, mesmo se o Mestre é real e autêntico.

Vocês devem, portanto, despojarem-se, literalmente, de tudo o que é crença, mesmo nesse nível.

Assim como foi dito por numerosas pessoas, o Mestre da Luz e a Divina Maria voltam entre vocês e são suas qualidades Vibratórias que vocês devem encontrar. Elas estão em vocês para revelá-los a vocês mesmos. Eles não estão aí para salvá-los. Somente vocês mesmos podem se salvar e ninguém mais.

Então, segundo elemento da resposta: de nada serve saber se o que você chama a hierarquia de Mestres ascensionados é Verdade ou Ilusão. Eles serão Verdade, para você, em um certo nível de seu caminho, porque eles o ajudarão a crescer e a evoluir mas, a um dado momento, mesmo esses Mestres, se eles lhes parecem autênticos e verdadeiros, a um dado momento, devem, eles também, desaparecer. Isso é a reversão à sua Unidade.

Você não deve depender de qualquer outra entidade, qualquer que seja (humana ou espiritual) e qualquer que seja seu mundo Dimensional.

É nesta condição que você reencontrará sua liberdade de ser com eles. Toda relação de dependência deve terminar, nesta Dimensão, como com as multidimensionalidades.

Nós estamos aí para mostrar-lhes, para acolhê-los na Vibração, mas não estamos aí para fazer o trabalho em seu lugar, isso é impossível.

Questão: poderia nos falar de Shamballa?
Bem amado, volto a questão: o que é, para você, Shamballa? Onde está situado? Em qual espaço dimensional? Em que lugar desta Terra? ou em um outro universo? Quais são os habitantes? Qual é seu papel e sua função?

Se tomamos, por analogia, os 24 Anciões, seu papel é extremamente preciso: eles dirigem para vocês, por sua Consciência Unificada dos 24, um certo número de qualidades energéticas.

Eles adaptam as forças da Luz às reações do Humano.
Existem numerosos domínios nas moradas do Pai, esses domínios são múltiplos, têm diferentes funções. Entretanto, não me compete dar-lhe a Verdade ou a Ilusão de tal ou tal esfera, porque toda esfera é, em algum lugar, ilusória e toda esfera é, em algum lugar, Verdade.

Tudo depende do ponto de vista e do olhar que olha: a um nível de Consciência, aquilo é Verdade. A um outro nível, aquilo não existe mais.

Entretanto, convém guardar no espírito que o mais importante é o si mesmo face a si mesmo. Você não pode encontrar, em específico, no nível multidimensional, enquanto não aceitar fazer a peregrinação para você, de se olhar tal como é, no interior e em Verdade. Isso participa do desvendamento do que você é.

Entretanto, obviamente, uma vez que tenha cruzado as portas do Estado de Ser e lhe seja possível viajar nos espaços multidimensionais, você poderá dialogar, trocar e viajar com os Arcanjos ou com as Embarcações da Confederação Intergaláctica mas, para isso, lhe é preciso aceitar inicialmente fazer o luto de tudo o que não é você, a fim de reencontrar o todo.

É diferente conceber o Shamballa mentalmente, intelectualmente e Vibratoriamente do que viver Shamballa no interior de Si.

Tudo separa essas duas concepções e essas duas Vibrações.
Em um caso, há projeção no exterior e um poder exterior. No segundo caso, há apropriação de um poder interior onde, neste espaço interior, podem se estender o conjunto de mundos e o conjunto de Dimensões.

É preciso mudar o olhar e a percepção, mudar a orientação, mesmo, de sua energia: o resultado não é o mesmo.

Questão: os fios de DNA estão em relação com as doze estrelas de Maria?
Bem amada, como disse o Arcanjo Miguel, em particular no início dos Casamentos Celestiais, há correspondência total. Entretanto, o conjunto do Conclave decidiu não lhes desordenar a cabeça com esses conceitos, sabendo que a Inteligência da Luz os fará viver isso mas não pela compreensão.

A compreensão não faz parte do processo Vibratório: saber que existem pontos de Vibração na cabeça, em relação com as doze Estrelas de Maria, ou ainda em relação com os doze fios de DNA, não lhes adianta nada na Vibração. O importante, cada vez mais, nos dias, semanas, meses que vêm, é centrarem-se nos espaços Vibratórios e nada mais.

Cultivem em vocês a Vibração e afastem de vocês tudo o que é conhecimento exterior.

Questão: como melhorar a qualidade dos cuidados, num espaço terapêutico?
Bem amada, isso é um problema importante, porque, a partir do momento em que você toca as esferas da Unidade, a partir do momento em que vive a quinta-essência, você não pode mais agir exteriormente no sentido que chama a cura, porque a cura (que isso seja com o olhar de um médico, de um magnetizador, de um energizador ou de qualquer abordagem energética) a remete, de maneira inexorável, à dualidade.

Ora, quando você descobre a Unidade, lhe é extremamente difícil funcionar na dualidade. E, entretanto, existem ainda numerosos Seres que nada conhecem desta noção de Unidade, e não vivem mesmo as premissas, e para eles, é necessário continuar a agir, obviamente, na dualidade.

Mas, lhe é preciso aceitar e compreender que, a partir do momento em que você mesma acessa esses espaços Unitários, sua vida mudará completamente, porque não pode mais haver ação sem reação.

E quando você é Unitária, você está nos domínios da Graça e a cura é instantânea para você, mas é instantânea também para aquele que a faz ressoar, na condição de não manter, nele, a dualidade.

Ora, o princípio de cura é um princípio de dualidade. O princípio Unitário está além do bem estar e da doença.

O princípio Unitário não tem o que fazer da doença, não tem o que fazer do corpo, mesmo se ele aceita que esse corpo é seu Templo Interior. Entretanto, o ponto de vista é profundamente diferente, o olhar que você coloca é, também, diferente.

Quando você toca as esferas da Unidade, a Luz é onipresente e rege sua Vida. Ela vibra, ao nível celular, de modo diferente e implica, em você, um ajuste profundamente diferente com relação às crenças, com relação aos conhecimentos, quer sejam os conhecimentos físicos, psicológicos, energéticos.

Há, portanto, realmente, uma revolução a fazer e a levar a efeito e que se faz, aliás, quando você toca o domínio do Estado de Ser e da Unidade.

Assim portanto, esta questão a remete a você mesma: se você mesma toca a Unidade, como pode continuar a exprimir, manifestar ou curar segundo as leis da dualidade?

Haverá um momento em que, estando impregnada da Vibração da Unidade e do Estado de Ser, sua presença, por si, será atuante, tornar-se-á ação de graça, não terá portanto mais necessidade de se apoiar sobre o que chama diagnóstico ou identificação.

Isso é para breve, de maneira muito ativa, e de maneira verídica, e de maneira verificável.

Questão: as dificuldades encontradas fazem parte das mudanças em curso, são normais?
Bem amada, não há nada anormal nisso.
Muitos seres que se aproximam do Estado de Ser vivem perturbações importantes, em sua situação afetiva, material ou profissional.

Não há lugar para se inquietar com relação a isso, mesmo se as coisas lhes pareçam difíceis, por alguns lados. Vocês constatarão que com efeito, com o olhar do Estado de Ser, isso foi, de fato, uma imensa liberação.

Não mais dar seu poder a ninguém nesse mundo é uma etapa importante na liberação.

Não entendam, com isso, que preconizo uma forma de anarquia, eu preconizo, simplesmente, a liberação e a liberação não é a mesma para todo ser humano: alguns têm simplesmente que se livrar de alguns pesos em sua família, outros têm necessidade de tudo mudar para encontrarem sua liberdade e sua liberação.

Assim, portanto, os eventos que os assolam hoje, de maneira por vezes violenta, em outros lugares, em outros espaços, na perda disso ou daquilo, mesmo se são acompanhados do fenômeno da angústia, são, e vocês se aperceberão muito em breve, grandes liberações.

Isso os obriga a se colocarem no instante presente, a sairem da cabeça, do mental e da interrogação sobre seu futuro, porque o futuro não tem lugar de ser. O Estado de Ser encontra-se no instante presente e na Verdade do momento, na Vibração.

Progressivamente e à medida em que vocês penetrarem esta Vibração, tudo o que é oposição dissolver-se-á. Vocês tornar-se-ão, então, cocriadores conscientes de sua Verdade. Vocês não arriscam nada. Não lhes faltará nada. A providência, no sentido mais nobre, a Divina Providência, manifestar-se-á a vocês.

Questão: cada vez mais pessoas têm medo da morte. Como reagir?
Bem amada, isso é bem paradoxal, eis que a morte não existe mais.
Até o presente, quando você deixasse esse plano, havia um esquecimento.

Ora, lembre-se do que disse Mestre Aurobindo, há alguns dias: você entrou na aurora do último dia, ou seja, que não haverá mais vida, não haverá, portanto, mais morte.

Qualquer que seja o modo pelo qual você passa e transita, hoje, não haverá mais extinção da memória, isso é impossível, e, portanto, você escapará do esquecimento.

Mas, obviamente, o ser humano é um tecido de crenças em si mesmo. A crença da morte foi-lhe implantada, de algum modo, nesta ilusão, pelo princípio de ação/reação e o princípio de reencarnação.

Entretanto, é preciso admitir que, quando você começa a penetrar o Estado de Ser, a morte não é mais um problema, nem uma fatalidade, mas sim algo completamente menor. Então, a solução para escapar do medo da morte, é penetrar no Estado de Ser. O problema é que o medo da morte é uma resistência ao abandono.

Assim, não há que trabalhar na resistência em si, mas encontrar o abandono.

Questão: é o mesmo para todos os medos?
Tudo é medo, sem exceção, porque há mecanismos de resistência, mais ou menos conscientes, mais ou menos lúcidos, mais ou menos explicados.

Os domínios do Estado de Ser são os domínios da Alegria, os domínios do Samadhi, até o Maha- Samadhi, ou seja, as moradas de Paz Suprema, Shantinilaya, lá, onde não pode existir sofrimento ou medo.

Você não pode lutar contra um medo porque o medo faz parte de algo que está inscrito em seu cérebro e que, diria mesmo, foi implantado em seu cérebro.

No Estado de Ser, não há mais cérebro. Você penetrará as estruturas Vibratórias etéreas da universalidade e da Unidade. Penetrar o Estado de Ser dissolve progressivamente o conjunto de medos.

Os medos são apenas contrações e resistências, sem exceção, quaisquer que sejam suas origens. Hoje, vocês liberam medos, não é conhecer a fonte dos medos, mas sim conhecer a Fonte, muito curto.

Questão: o isolamento é uma etapa indispensável para o Estado de Ser?
Absolutamente não: não é questão de fechar-se, de excluir-se do mundo.
Cada caminho é diferente. Você pode muito bem encontrar o Estado de Ser no meio de uma multidão. Você pode muito bem encontrar o Estado de Ser numa discoteca.

O importante é estar no estado interior, nesta multidão. Isso não significa isolamento.
Não é questão de escapar do mundo. É questão de estar no mundo, mas, antes de tudo, Ser o mundo.

Questão: de que modo podemos nos proteger das poluições eletromagnéticas?
Bem amada, a resposta está em dois níveis.
O que chama poluição eletromagnética e o toca é algo bem real, entretanto, aí também, você deve bem compreender que não podemos lutar contra a poluição eletromagnética mas esta visão lutar contra, ou proteção contra, é uma visão que mais provoca para a dualidade.

A partir do momento em que você penetrar as esferas do Estado de Ser não há mais que lutar contra, porque tudo o que é exterior e que viria tentar alterar seu estado de Consciência e seu estado Vibratório, não teria simplesmente qualquer tomada sobre você.

O que não quer dizer que isso vai se realizar instantaneamente, decidindo mentalmente não mais crer nisso ou naquilo. Mas, entretanto, é preciso bem compreender os mecanismos ao nível da Consciência.

Não me compete dar-lhes as técnicas de luta contra as poluições eletromagnéticas, simplesmente, eu os lembro que o Estado de Ser e o acesso à translação dimensional assinalam o fim do que é chamado o eletromagnetismo, do mesmo modo que assinala o fim dos três envelopes que os isolaram do universo: fim da Ionosfera, fim da Magnetosfera, fim da Heliosfera, que representavam forças de tensões gravitacionais, ou forças eletromagnéticas, gravitacionais, que os fecharam.

Assim, portanto, tudo isso vai desaparecer, muito em breve.

Questão: o que é o Estado de Ser?
Estado de Ser significa Ser no Ser.
É o momento em que sua Consciência bascula de uma Consciência limitada tridimensional a uma Consciência multidimensional.

No curso e transcorrer dos Casamentos Celestiais, alguns seres tiveram êxito, em número muito limitado, em escapar da personalidade e viajar em seu corpo de Estado de Ser, o que estritamente nada tem a ver com o corpo astral.

O corpo de Estado de Ser, o corpo de Eternidade, é uma estrutura seja de Luz, seja cristalina, seja de diamante, que está bem além do que você pode apreender, perceber ou viver, nesta Dimensão.

O Estado de Ser é a Verdade. A personalidade faz parte da Ilusão.
O corpo que você habita, e que se densificou progressivamente nos milênios, é uma falsificação.

A verdadeira é aquela que irão Ser em seu corpo de Estado de Ser. O corpo de Estado de Ser é uma estrutura diferente, segundo os Seres Humanos.

Não me atrasarei sobre isso porque foi desenvolvido, inúmeras vezes.
Alguns têm corpo de Estado de Ser que pertence à 5ª Dimensão, outros, a Dimensões bem mais etéreas: corpo de Cristal, corpo de Elohim, corpo de Diamante, corpo de Triângulo, corpo de Tubo Radiônico, etc... etc... O corpo de Estado de Ser é, em resumo, o corpo da Alegria e o corpo da Unidade. O corpo da personalidade é o corpo do sofrimento e da dualidade.

Questão: como solicitar a ajuda de Seres de Luz para superar os vícios?
Eu responderei, bem amada, qual é o modo de solicitar esta ajuda de modo Unitário? Existem numerosas maneiras que lhe foram comunicadas, desde muitos anos, recorrendo a rituais de Luz, por exemplo, ou rituais precisos de teurgia ou ainda outras técnicas cristalinas, ou que associam outras técnicas Vibratórias, que permitem superar isso.

Gostaria de dar-lhe um modo Unitário de superar isso: pedir simplesmente que a Inteligência da Luz se faça, sem pedir de maneira precisa a liberação disso, quando você pede a liberação de algo, você mostra instantaneamente à sua Consciência que há, nesse nível, uma resistência, um medo ou, em todo caso, uma cristalização.

A partir do momento em que você entra segundo esse princípio, entra num sistema de dualidade. Eu responderia também pelas palavras que pronunciou Cristo em seu caminho Terrestre: «procure o reino dos Céus, e o resto lhe será acrescentado».

Ora, o reino dos Céus está em você, não deve procurá-lo fora, não é para integrar, é apenas para realizar, no instante e na Unidade da Presença.

Compreenda bem que, progressivamente e à medida em que você se aproximar da noção Unitária da Vibração da Luz e da vibração Unitária do que foi chamado a Luz Vibral, constatará os efeitos sobre sua esfera celular, orgânica, psicológica, comportamental.

Em todos os níveis, a Luz é atuante, liberante, e o Unifica. Então, dê-lhe a confiança e vá para ela. Entretanto, para isso, você deve parar de jogar o jogo da dualidade e da ilusão, no sentido de sua personalidade. Isso, todos os Místicos lhe disseram quando encontraram a Luz.

Mais perto de vocês há pessoas que reencontraram a Luz quando de experiências de morte iminente e que trazem, todos, sem exceção, a mesma qualidade Vibratória do que viveram.

Neste espaço Vibratório, este espaço Unitário, encontra-se a solução para todos os seus problemas, sem exceção, e mesmo o problema da encarnação. Lembrem-se que estão em fase pré-ascensional onde a translação dimensional está extremamente próxima de vocês.

A Luz penetra seu mundo de maneira coletiva, em 17 de dezembro. Isto é agora.
Esse choque e esta revelação devem levá-los a se colocarem as questões do que querem fazer.

Vocês querem se manter nos caminhos da materialidade? Querem se manter nos caminhos da dualidade, mesmo não mais cortados da Fonte, ou querem ir para a Unidade?

Vocês não podem pretender levar à frente os dois caminhos e, progressivamente e no passar dos dias, semanas, que se escoam de seu tempo Terrestre, constatarão que há apenas dois caminhos e que esses dois caminhos se afastam, de maneira inexorável, um do outro, em vocês, e ao seu redor, neste planeta e em outros lugares.

Questão: no Apocalipse, o que significa «a abertura do último selo»?
Isso corresponde ao momento em que tudo o que estava escondido é revelado.
Isso corresponde, também, ao momento em que o conjunto de forças que visam aprisionar a humanidade tenta, num último sobressalto, manter a escravidão.

O último Selo corresponde também, no Apocalipse de São João, a um certo número de eventos difíceis a viver nesta materialidade.

Entretanto, assim como disse, e como repito agora, nós estamos prontos, o conjunto de forças da Luz Autêntica, a intervir, se necessário for, a fim de não chegar a certos extremos, não chegar a coisas que poderiam colocar em perigo a translação Dimensional, de uma maneira ou de outra.

Questão: depois do anúncio de Maria, o timing torna-se dependente de reações humanas?
Diríamos, de maneira mais exata, que é durante este período de Revelação da Luz, a nível coletivo, que o máximo de desagrados ligados ao humano pode ocorrer. E não depois.

O período que atravessam, desde agora, é o mais delicado para negociar, para vocês e para nós. É por isso que decidimos permitir aos 24 Anciões realizar este aporte Vibratório, a fim de permitir à humanidade permanecer estável, através das manifestações que estão aí.

Questão: todas as almas devem ascencionar?
Almas ou corpos? O que ascenciona é o corpo, quando o corpo ascenciona. O que ascenciona e o que é liberado, é a Consciência.

A Consciência é muito mais que a Alma. A Alma é uma denominação ligada à falsificação da Luz.

Ela está ligada à reencarnação, a uma polaridade quase de natureza eletromagnética. É portanto uma falsificação.

Assim como dissemos, nós, Arcanjos, quando empregamos a expressão «Semente Estelar», não fazemos jamais referência à alma nem ao Espírito, mas a sua dimensão global de Sementes Estelares ou de ser de Luz.

A tripartição chamada corpo/alma/espírito é apenas uma pálida parte do que vocês são, em realidade. O que vocês são, em realidade, não é de seu domínio. É do domínio do Estado de Ser. Corresponde ao que poderíamos chamar, se bem que o termo seja impróprio, corpo espiritual.

Não se trata de um corpo espiritual no sentido corpóreo mas, bem mais, de uma Entidade ou de uma forma espiritual cuja natureza é variável.

Esta Entidade, ou natureza espiritual, nada tem a ver com a Alma ou o Espírito. A Alma é uma contração ligada a esta dimensão. O Espírito, ou ainda chamada Centelha Divina, é o remanescente do que vocês são e que permite a vida, nesta dimensão. Mas o que vocês são não é nem isso, nem aquilo. O que vocês são, está além disso.

Questão: então, se o que chamamos a «alma» não releva esse nível espiritual ...
Eu jamais disse isso. Eu repito: a alma faz parte de uma dimensão espiritual contrariada. Ela está polarizada e ligada a esta Dimensão. Vocês são além desta Dimensão.

Questão: na televisão, no vídeo, no cinema, são sempre recorridas as imagens subliminares?
Isso não necessita ser subliminar. Basta empurrá-lo, como Ser Humano, por imagens e sugestões completamente luminares, e não subliminares, para que o Ser Humano adira.

Olhem, por exemplo, o que acontece com relação a seus mecanismos ligados ao audiovisual. O que vocês chamam estrelas, vedetes, está relacionado, diretamente, com o mesmo processo de provocar multidões. Isso foi vivido, do mesmo modo, com os ditadores, e vivido, exatamente da mesma maneira, com o que vocês chamam vedetes.

Há, aí, uma capacidade de criar o que vocês chamam egrégoras. As egrégoras são o que mantém o mais das franjas de interferências sobre as quais tivemos que intervir, a fim de quebrar seu fechamento.

As franjas de interferências estão, antes de tudo, ligadas à criação dessas egrégoras, misturadas de emoções, quaisquer que sejam, e digo sim, quaisquer que sejam.

Obviamente, o medo está em primeiro plano. Mas, mesmo emoções do tipo prazer, que vocês conhecem através, por exemplo, da prática de esportes coletivos e as massas que são aglutinadas diante de postos de televisão ou que assistem a partidas (de futebol, por exemplo, ou de rugby, ou de todo outro esporte coletivo), provocam uma mania coletiva com milhares, ou mesmo milhões de pessoas que olham as mesmas imagens, e suficiente para criar franjas de interferências e um sistema de controle humano perfeitamente autônomo, perfeitamente eficaz e que limita o acesso a sua soberania.

Questão: a que correspondem os «chemtrails» (rastros químicos) que são deixados no Céu?
Há, nesse nível, muita imaginação fértil.
Basta compreender uma coisa que é fundamental: os «chemtrails» provocam o que vocês chamam de condensações. Eu não me estenderei com um certo número dessas condensações contendo produtos tóxicos. Eles são reais.

Mas o mais importante não é isso. O mais importante consiste em compreender que as condensações e o vapor de água são os meios de modificar seu clima, de modo mais importante que seja.

Não há portanto necessidade de apresentar, no interior dessas condensações, partículas químicas, que são bem reais, mas que estão longe de serem constantes.

No entanto, o objetivo mais pronunciado dessas condensações é portanto evitar a transformação Dimensional. O vapor de água emitido, por esses «chemtrails», vai gerar, na atmosfera da Terra, uma maior opacidade à irradiação cósmica.

Existe uma balança, que vai num sentido e no outro. Quanto mais as irradiações Solares aumentam, mais as irradiações cósmicas diminuem.

Eu os lembro que as irradiações Solares são emitidas de seus próprios corpos de Estado de Ser, que são o Sol.

A partir do momento em que essas irradiações Solares diminuem, as irradiações cósmicas podem penetrar ainda mais profundamente na Humanidade.

Ora, vocês sabem que seu Sistema Solar se aproxima do Sol Central da Galáxia e sujeito, desde vários meses, a bombardeamentos de raios gama, oriundos de supernovas recentemente aparentes em seu ambiente Solar.

O conjunto dessas partículas é destinado a despertar sua Consciência. A melhor maneira de fazer oposição é criar um aquecimento, ou, em todo caso, uma alteração artificial, em relação com o vapor de água que vai absorver as irradiações que lhes são destinadas.

Questão: poderia nos falar da origem dos círculos de colheita?
Os círculos de colheita (crop circles by MM) são criados pelo que chamariam de Inteligências Extraterrestres, em primeiro lugar pelos Arcturianos. Elas tiveram inúmeras funções. As primeiras foram de criar ondas de forma e de suportes Vibratórios.

Elas tiveram também papéis informativos, ligados a despertar, em vocês, funções informativas, além de palavras, ligadas à forma, ligadas ao que chamam fractais, e à capacidade que têm esses desenhos de despertar em vocês algumas energias, mas também revelar algumas informações.

O conjunto de informações que devia ser comunicado à Humanidade o foi.
A prioridade, agora, não está mais nos círculos de colheita, mas numa manifestação muito mais Luminosa e muito mais direta.

Existem, também círculos de colheita ligados, simplesmente, aos humanos. A melhor maneira de desinformar a Humanidade, quaisquer que sejam os eventos ocorridos em seu planeta, é sempre associar elementos falsificados.

Questão: por que Seres Despertos não estão no poder para interagir?
Por uma razão muito simples: a partir do momento em que vocês descobrem a Dimensão Unitária, não existe qualquer, eu digo sim qualquer, veleidade de poder, outro que sobre vocês mesmos.

A Unidade não pode se reconciliar com o poder. Os postos de poder, na 3ª Dimensão, são sempre postos de poder sobre o outro.

Seria ilusório crer que um Ser Humano Despertado procurasse um posto de poder porque, a partir do momento em que você é Despertado, em Verdade, você manifesta, em você, um poder pessoal ligado ao poder sobre você mesmo.

Todo poder sobre o outro desaparece. Enquanto você permanece no poder sobre o outro, você não está Despertado. É assim simples. (Nota: Este é um recado para humanos que mantêm outros humanos dependentes ou conduzindo-os. Além destes humanos que dependem de alguém que lhes diga o que fazer ou o que pensar, o indivíduo que os conduz, todos juntos são oportunistas, acomodados e incapazes de si. É lamentável constatar isso frequentemente. Esse tipo de comportamento e agrupamento jamais tem alguma relação com a UNIDADE.)

Questão: não conviria agradecer, de algum modo, os maus rapazes, no sentido em que eles nos conduziram a uma extremidade para ir para ainda mais Luz?
Obviamente, Bem Amados. Da resistência nasce o Fogo. Da oposição nasce a Luz. Cada coisa em seu lugar.

E é nesse sentido que lhes é solicitado não julgar, não condenar. Porque vocês não sabem, ainda uma vez, qual é o nível Vibratório, qual é a Consciência que é procedente do que chamam maus rapazes.

Talvez seja um Ser muito mais elevado que vocês, que sacrificou, por razões que lhe são próprias, uma certa qualidade Vibratória, a fim de que vocês pudessem viver o que vivem. Nesse sentido, há, não a julgar, nem a condenar. Há, simplesmente, a Ser e a evoluir Vibratoriamente.

É nesse sentido que o Círculo dos Anciões lhes propõem o que lhes propõem doravante. É no sentido do que realizamos, com vocês, os Casamentos Celestiais, a fim de lhes permitir elevarem-se, de algum modo e elevar o nível vibratório da Terra.

Questão: quando Sri Aurobindo evoca o eterno feminino, trata-se de nosso corpo de Estado de Ser?
É ao mesmo tempo isso, mas é também o fato de que, na sociedade na qual vocês vivem, globalmente, o conjunto da Terra, a Dimensão sacra, a Dimensão sagrada, a Dimensão sagrada feminina foi, de maneira muito consciente, eliminada e erradicada de sua Vida.

O elemento feminino da Criação, nas Dimensões Unificadas, é o que permite criar e se elevar. Assim, abaixando o nível Vibratório e a Consciência, que tem a humanidade, do papel da mulher, isso permitiu evitar que seu nível Vibratório subisse e escapasse às leis do eletromagnetismo e, por conseguinte, à prisão na qual estão. (Nota: A Igreja Católica foi a principal responsável por todas essas falsificações omitindo e invertendo o Eterno Feminino.)

O retorno do eterno feminino se faz pela Luz azul que viverão muito proximamente.

Questão: o eterno feminino está igualmente em cada homem?
Bem, por que não estaria?

Questão: poderia desenvolver sobre esta noção de eterno feminino?
A expressão «eterno feminino» simplesmente faz referência ao que lhes dizia com relação à noção de Criadora.

A mulher cria, mas ela apenas cria a matéria ou filhos. Ela cria, sobretudo, no nível espiritual. É isso que foi ocultado, na maior parte de todas as religiões e em todas as concepções de funcionamento de sua sociedade, desde tempos imemoráveis.

O eterno feminino está portanto em vocês, homem ou mulher, a parte e o potencial Criador que vocês têm a remanifestar.

Questão: se Maria, como geneticista, criou nossos corpos, quem criou nossas Consciências?
A Divina Maria é efetivamente a Criadora desses corpos que habitam.
Mas ela não é a falsificadora. Essa história ocorreu depois.

Agora, no que concerne a suas Consciências, isto é extremamente delicado de exprimir com palavras porque vocês são, vocês mesmos, seus próprios Criadores.

Vocês são, ao mesmo tempo, sem qualquer jogo de palavras, Criatura e Criador e diria mesmo Criadora.

Esta dimensão que lhes foi retirada, a fim de evitar-lhes compreenderem-se como Criador. O fato de remeter este eterno feminino os envia à Triplicidade. Esta Triplicidade ou tri-unidade não está ligada ao corpo/Alma/Espírito. Está ligada a que vocês são realmente Consciências que são Criador/Criatura e Criadora.

Vocês são essa tripla Unidade que lhes foi escondida até o presente.

Questão: isso significa que nos criamos a nós mesmos?
Sim. Totalmente.

Questão: você evoca Maria. O que é dos outros contextos religiosos, filosóficos?
Em todas as tradições presentes na superfície desse mundo existe sempre uma Entidade tipo, Criadora. Nos cultos os mais antigos sobre os quais vocês podem voltar e ter vestígios, mesmo desta Humanidade, há os cultos da Deusa Mãe.

Há, em seguida, os cultos, nos Egípcios, de Sekhmet (deusa de origem egípcia).
Há, em todos os modelos tradicionais, a Presença desse feminino que foi mais ou menos modificado pelas necessidades da causa, obviamente.

Mas está, entretanto, eternamente presente em todas as Criações.

Questão: ensinamentos como os seus existem nessas culturas?
Não há diferença significativa, de acordo com os modelos tradicionais, religiosos, mesmo falsificados, sobre o eterno feminino, quaisquer que sejam os nomes que sejam dados.

Entretanto, é muito curioso constatar que, naqueles que valorizaram o papel da mulher – e são raros – entretanto, são sempre os homens que foram encarregados do poder.

Porque, fundamentalmente, o eterno feminino não é jamais um Ser de poder porque, para criar, paradoxalmente, não é preciso estar no poder, mas no dom.

Questão: esses ensinamentos sobre o caminho para o Estado de Ser são divulgados em outras partes do Globo?
Mas isso faz parte de uma Revelação que não é um ensinamento.
É antes de tudo uma vivência ligada ao que vocês experimentaram este ano, e desde a primeira aparição do Espírito Santo (Nota: Irradiações vindas de Sírius, Sol central desta galáxia.), coletivamente, em 1984.

Trata-se de um movimento, efetivamente, planetário mas, além disso, trata-se de um movimento que se refere ao conjunto de seu Sistema Solar.

Não se trata de um ensinamento, mas de uma modificação Vibratória maior e essencial.

Questão: sabendo que o mental é uma ferramenta particularmente bloqueadora, poderíamos pensar que o principal do trabalho se faz à noite?
Isso não é completamente exato. O trabalho se faz igualmente de dia e à noite.
Mas ele se faz, antes de tudo, a partir do momento em que sua Consciência está polarizada.

É nesse sentido que realizamos, com vocês, os Casamentos Celestiais e propusemos esse gênero de trabalho que será, num futuro muito próximo, por muitos lugares, por múltiplos canais, amplificado, de maneira importante.

Lembrem-se que o conjunto do sistema de controle humano é baseado no fato de que uma multidão de Seres Humanos leva sua Consciência sobre o mesmo evento ou sobre a mesma coisa.

Por exemplo, o medo da gripe. Por exemplo, uma partida de futebol.
Imaginem que isso seja realizado, do mesmo modo, com relação a um acontecimento espiritual. A face do mundo seria alterada, mas na condição de fazer face ao bom evento espiritual e não ao mau.

Assim, portanto, a «luta» (que não é uma luta), mas o desafio que vai se desenrolar sob seus olhos está ligado à irrupção da Luz em sua Dimensão.

De um lado, há as Entidades encarnadas que reivindicarão um status de Messias. De outro, a Luz, pura.

E assim, aqueles a quem chamamos os maus rapazes vão tentar provocar a adesão da Humanidade antes, à sua versão, que à versão real e verdadeira daquilo que vem.


ANAEL - 12-12-2009 - AUTRES DIMENSIONS

Compartilhamos essas informações em toda transparência. Agradecemos de fazer o mesmo, se a divulgarem, reproduzindo integralmente o texto e citando a fonte: www.autresdimensions.com.
Versão do francês: Célia G. http://leiturasdaluz.blogspot.com

http://minhamestria.blogspot.com
 
C.R.A - http://a-casa-real-de-avyon.blogspot.com/


Nenhum comentário:

Postar um comentário